Você sabe ,afinal de contas, o que é inteligência emocional?

 em Blog

inteligência emocional nada mais é que  levar inteligência a sua  emoção, ou seja, levar consciência a sua  emoção pra que você não seja  aprisionado por essa emoção.Quer ver um exemplo clássico de prisão emocional:  os medos.  E ai? O que fazer para se libertar disso?! Vamos entender como trazer consciência a essa emoção?O ser humano tem 6 medos básicos: Medo da pobreza, medo da crítica, medo da doença, medo da velhice, medo da morte, medo de perder um amor.

Em algum momento da vida você pode ser atacado pelos seis medos, seja por um de cada vez, seja por uma combinação de alguns e as vezes por todos os medos ao mesmo tempo.Esses medos:  da pobreza, da crítica, da doença, da velhice, da dor, da morte, de perder o amor, não passam de um estado de espírito e o estado de espírito não é real…a gente sente.O estado de espírito está  sujeito ao  controle e a orientação então eu preciso trazer ele pro consciente. E pra eu trazer ele pro consciente, eu tenho que começar a questionar.Vou te dar algumas perguntas aqui pra você fazer pra si mesmo, pra questionar suas emoções, mas antes disso eu quero te falar sobre um exercício pra dissolver as emoções, dissolver o peso que traz a emoção, um exercício besta.

Respirar. Respira fundo – inspirar  – e depois solta com a boca entre aberta soltando forte. Esse exercício imita a sensação de alívio, toda vez que você sente um alívio você desconecta a tensão. O suspiro de alivio ele te ajuda a desconectar as  tensões.Quer ver um exemplo: você está tensa precisando de uma resposta – (precisar : isso já é ansiedade) – está esperando essa resposta e “ahh” a resposta chegou, desconectou.  A emoção está te maltratando…  no caso a ansiedade foi embora, na hora, porque o que você precisava era de uma resposta.

A mesma coisa acontece com o medo. Você sente o medo, o medo gera angústia, o medo gera ansiedade, muitas vezes gera tristeza.  Daí a primeira coisa a se fazer é  respirar fundo, soltando com a boca entre aberta, gerar o alívio. Quando a gente faz essa respiração a gente desconecta, dissolve a emoção que está aflorada e a gente se  acalma. Enquanto você não conseguir trazer consciência, colocar inteligência nessa emoção,  pra ver se esse medo de fato é verdade e se liberar, vai fazendo o  exercício de respiração e você vai perceber o quanto que ele é eficaz pra te libertar da sensação congelante do medo… Se você for visitado por uma emoção menos agradável, faz esse exercício e repete várias vezes por dia, não tem contra indicação. Você vai sentir na hora a melhora.  Isso serve para ansiedade, para a tristeza, para angústia, pra raiva…

A respiração é o centro da nossa vida. Se a gente parar de respirar a gente para de viver, então vamos pegar a informação do quanto o oxigênio é importante e vamos trazer ao nosso favor. A partir de agora nós vamos trazer a inteligência a nossa emoção. Agora é a hora de você fazer algumas perguntas pra si mesmo. Lembra que a pergunta, o questionamento, serve  pra trazer inteligência a emoção, ou seja, consciência a emoção. A primeira pergunta: O que eu aprendo com esse problema? E vou te dizer uma coisa: A gente sempre vai ter algo pra aprender e as perguntas elas tem o poder de abalar nossas convicções.  Elas tiram você daquele “estado congelante” (no caso do medo)  pra te colocar num estado de consciência e com isso quando ela abala uma “verdade interna”,  é possível a gente considerar o que de fato é verdade.

No caso de qualquer um dos medos que eu citei, você vai se perguntar: esse medo é real? Ele pode se concretizar? O que eu posso fazer para que ele não se concretize? Quando a gente faz a pergunta,  a gente se choca, “como assim o que que eu vou aprender com isso? Como assim se esse medo é real?  Daí seu cérebro quer logo responder (afinal você fez uma pergunta),  Eu vou aprender com isso que “se eu estou com medo da doença, por exemplo, eu preciso cuidar da minha saúde, preciso  tomar atitudes sobre minha saúde”. Quando você faz uma pergunta pra si mesmo, você  quebra o momento, quebra o estado. Eu costumo dizer, você vai ter “um surto de consciência”, dai você muda seu estado,  se o medo te deixou nervosa, você minimamente vai  começar ficar pensativa.

Eu não aqui falando que é fácil, mas é muito mais simples que a gente imagina. Eu quero te incentivar a se fazer perguntas diante das circunstâncias, a se questionar. Desta forma, você vai iniciar uma linda jornada rumo à aplicação da inteligência emocional no seu dia-a-dia.

Com total certeza, você vai se libertar de emoções que te aprisionam e  por conta disto, vai ser muito mais feliz!!

Postagens Recentes

Deixe um Comentário