“Não sei mais o que eu faço, meu marido não muda!” “Já cansei de pedir, falar, brigar. Ele promete que vai se ajustar e no outro dia faz tudo do mesmo jeito…”

Você já ouviu alguma frase assim:

“Não sei mais o que eu faço, meu marido não muda!” “Já cansei de pedir, falar, brigar. Ele promete que vai se ajustar e no outro dia faz tudo do mesmo jeito..”

Qualquer semelhança é mera coincidência?

É bem provável que sua vontade de mudar o outro esteja relacionada ao desejo de suprir alguma necessidade sua. Porém, não vamos ter bons relacionamentos se buscamos apenas suprir as próprias necessidades. Os relacionamentos bem sucedidos, eles requerem interesse no bem estar do outro e isso se chama amor.

O amor faz o mundo girar! Onde tem amor as mudanças são inevitáveis. Sem amor mudanças positivas quase não acontecem.

Ainnn Karine, então o amor acabou?

Pense na fase quando vocês estavam apaixonados. Você faria qualquer coisa por amor!! Qualquer desejo que o outro expressasse você estava disposta a tentar. Porque será que nessa época havia uma abertura tão grande pra mudanças? Talvez porque a necessidade de ser amado estava sendo plenamente suprida, por você e por ele. Amor gera amor!!

Com o passar do tempo cada um vai se concentrando em suprir as próprias necessidades. Antes um estava foca do no bem estar do outro, e depois no próprio bem estar.  Essa mudança de foco abre um abismo entre vocês. Um abismo dentro do casamento. E a única coisa que se percebe é a insatisfação.

Para mudar esse quadro a gente precisa voltar ao amor. E eu não estou falando daquela paixão do inicio. Mas da escolha consciente de buscar o interesse do outro. O amor exige uma mudança fundamental de perspectiva. E eu vou te falar uma coisa: o amor muda o clima de um casamento.

O amor precisa ser traduzido em atitudes. Muito mais que palavras mas comportamentos, ações. O dia em que eu entendi isso, meu casamento mudou radicalmente.

Troquei a frase: você podia fazer isso pra me ajudar! Para a frase: O que eu posso fazer pra te ajudar?  A queda de braço, as trocas de ofensa começaram a perder o sentido.

Que tal você começar hoje mudar aquilo que te irrita na vida a dois, descobrindo qual é a pergunta poderosa que você pode fazer, ao invés de cobrar algo?

São pequenas atitudes que vão trazer grandes resultados.

E se você tiver interesse em entender um pouco sobre qual é a melhor forma de retomar esse amor, deixa um comentário que eu me comprometo em preparar uma série bemmm interessante “Reconhecer o modelo mental do outro.“